Quarta, 13 Dezembro 2017 16:31

O risco de acidente por animais peçonhentos aumenta verão

Especialistas alertam que com o calor, o metabolismo de animais, como répteis e insetos, aumenta e eles saem mais dos seus esconderijos à procura de alimento e para reprodução. Serpentes, aranhas, escorpiões, abelhas e outros animais peçonhentos seguem esse padrão. Em caso de acidentes, a pessoa deve ser encaminhada o mais rápido possível para o hospital. Durante o socorro, ela deve se mover o mínimo possível. O local da picada deve ser lavado apenas com água e sabão. “Nunca colocar outras substâncias como urina, cachaça, borra de café, em nenhum tipo de acidente por animal peçonhento, pois esta prática pode ocasionar complicações como infecção. O torniquete (amarrar algo no membro para evitar a circulação do veneno) é proibido, porque na verdade aumenta a concentração do veneno no local, e piora a lesão. Chupar o local da picada para retirar o veneno também não deve ser feito, porque aumenta o risco de infecção, e a técnica não tem efeito algum”. 

Este mês, a Técnica de Segurança, Sheila Moura , da obra de Recuperação do Muro em Madre Deus, alertou os colaboradores sobre o risco de acidentes com animais peçonhentos e realizou um simulado de emergência para caso de acidente .

Simulado obra Recuperação do Muro -Madre Deus.